Os CTT anunciaram esta quarta-feira que vão pagar 57 milhões de euros aos acionistas da empresa, ou seja, mais do dobro dos lucros obtidos no ano transato. Este valor corresponde ao pagamento de um dividendo de 38 cêntimos por ação. Estes números surgem depois de anunciado o plano de reestruturação da empresa com o encerramento de balcões ou mudanças na responsabilidade de gestão dos recursos humanos e financeiros, como aconteceu no balcão de Freamunde.
“Os CTT têm uma estrutura financeira sólida, não se endividam para pagar dividendos. Havia um compromisso público é isso que é cumprido. No futuro será de outra forma. Os accionistas a qualquer momento farão o que entenderem”, afirmou Francisco Lacerda durante a conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2017.
Mesmo assim, os lucros da empresa referentes a 2017 desceram 56,1% para 27,3 milhões de euros.
A redução do lucro nos resultados do terceiro trimestre de 2017 levaram a medidas de contenção, entre elas, a apresentação de um plano de reestruturação, que passou pelo corte de despesas com o encerramento de estações dos correios, ou mudanças na responsabilidade de gestão dos recursos humanos e financeiros, como aconteceu no balcão de Freamunde, que passará a ser gerido pela Junta de Freguesia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *