A Associação Empresarial de Penafiel (AEP) enviou, na sexta-feira, uma carta ao primeiro-ministro, António Costa, a propor que os municípios não pertencentes a áreas metropolitanas possam não só decidir o horário de fecho dos estabelecimentos comerciais, mas também da sua abertura.

A entidade representante de empresários do concelho de Penafiel justifica, no documento a que o IMEDIATO teve acesso, que “o estado da pandemia associada ao COVID-19 é muito diferente de concelho para concelho” e a realidade do concelho ao nível de fluxo e concentração de cidadãos “é oposta à de concelhos com grandes aglomerados urbanos”.

Assim, a AEP sugere que o Governo “equacione permitir” que os municípios que não os das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto possam definir não só o horário de fecho dos estabelecimentos comerciais, mas também o seu horário de abertura.

“No nosso entender, a realidade que se vive até às 10h da manhã no centro de cada cidade é característico dessa mesma cidade, pelo que concluímos que deveriam ser as autarquias locais, em coordenação com as autoridades de saúde local, a avaliarem a realidade onde se inserem e a definirem o horário de abertura dos seus estabelecimentos comerciais”, lê-se.

Aos olhos dos membros da direção da AEP, a aplicação dessa medida permitira “manter a normalidade possível do comércio local em cidades como a de Penafiel, tão fustigado nos últimos meses, e ao mesmo tempo garantir a segurança dos cidadãos e o controlo da pandemia do COVID-19”.

AEPF Formação Modular